Noticias

Print
Press Enter to show all options, press Tab go to next option

NOTICIAS

Explorando ideias para mobilizar recursos e garantir a sustentabilidade no Fórum de Doadores da América Central

Post Date:11/02/2017 1:29 PM

 

Inter-American Foundation partners panel at the 2017 Central America Donors Forum 

Em outubro passado, líderes do desenvolvimento internacional, da sociedade civil, organizações filantrópicas, governo e empresas se reuniram na Cidade do Panamá para compartilhar ideias sobre como oferecer o melhor apoio a projetos de desenvolvimento, com o intuito de garantir a sustentabilidade no longo prazo.

A Fundação Interamericana (IAF) tem mais de 50 anos de experiência testando soluções em campo. No evento do Panamá, denominado Fórum de Doadores da América Central (CADF), o diretor de redes e iniciativas estratégicas da IAF, Stephen Cox, conduziu um painel de discussão que explorou a importância das parcerias locais na América Latina e no Caribe para mobilizar o desenvolvimento comunitário.

Cox explicou como a construção de parcerias eficazes em nível local ajuda a mobilizar e expandir recursos para projetos liderados pelas comunidades.

“A IAF foi criada com a intenção de promover a colaboração entre diversos interessados na região. Entretanto, um de nossos desafios é a ampliação”, disse ele. “Começamos a mobilizar recursos que já existem na região. Esses recursos incluem, entre outros, empresas, fundações, indivíduos e comunidades de diáspora”.

Acontecendo desde 2012, o CADF, que funciona apenas com a participação mediante convite, tem sido um espaço líder na formação de redes e na aprendizagem para fazer avançar os esforços filantrópicos e de desenvolvimento na América Central. A IAF vem sendo um parceiro frequente no fórum e, este ano, organizou uma discussão sobre a mobilização de recursos comunitários. Cox recebeu o reforço de três parceiros, que ajudaram a ampliar esse trabalho em diferentes setores:

  • Margareth Flórez, Diretora Executiva, RedEAmérica
  • David Perez Rulfo, Diretor Executivo, COMUNALIA e Corporativa de Fundaciones
  • Elmer Arias, Presidente e Fundador, Fundação de Educação Social, Econômica e Cultural (FUPEC)

Cada palestrante representou um modelo único de reunir pessoas de diferentes formações mas, juntas, elas compartilharam pontos comuns importantes. Todos os três modelos dependem de níveis elevados de confiança e colaboração entre parceiros. Cada iniciativa de parceria exibe um equilíbrio de liderança, que proporciona uma plataforma para que todas as partes e comunidades tenham voz igual nas decisões.

Parcerias entre organizações comunitárias para causar impacto

A RedEAmérica nasceu do apoio da IAF para promover a colaboração entre alguns interessados do setor privado e para dar aos atores locais (em especial, as organizações comunitárias) um palco onde fortalecer suas comunidades. A IAF e a RedEAmérica procuram ativamente parcerias no setor privado para expandir sua participação impactante na América Latina. O valor desta parceria permitiu que a IAF encorajasse o setor privado, tanto na América Latina quanto nos Estados Unidos, a investir melhor seus dólares corporativos de responsabilidade social em projetos de desenvolvimento comunitário.

A FUPEC é uma organização que aproxima comunidades de diáspora nos Estados Unidos e El Salvador, com foco na melhoria da educação. Elmer Arias fundou a organização após emigrar de El Salvador para os Estados Unidos quando adolescente para escapar da guerra civil em seu país. Cedo, ele entendeu que a FUPEC precisava expandir seu foco para além da educação e incluir o emprego e o desenvolvimento profissional. A IAF apoiou a FUPEC no fortalecimento de seu modelo de parceria com as comunidades que atende. Desde então, a FUPEC ampliou seu impacto sobre essas comunidades e estabeleceu parcerias com a Agência de Desenvolvimento Internacional dos Estados Unidos e o Banco Agrícola.

Mobilizando recursos comunitários para resolver problemas locais

Alianza Fundaciones Comunitarias México, Asociación Civil, ou COMUNALIA, e a Corporativa de Fundaciones apoiam fundações comunitárias no México. O modelo de fundação comunitária é semelhante à abordagem comunitária no que tange o trabalho a partir da base e no uso de recursos comunitários para resolver desafios locais. A função das fundações comunitárias é desenvolver capacidade em uma região geográfica específica e construir confiança entre os interessados, o que pode incluir empresas, fundações, indivíduos e o governo. Essas parcerias são inovadoras e relativamente novas no campo do desenvolvimento internacional. Com o apoio da IAF e da C.S. Mott Foundation, a COMUNALIA mobilizou 14 fundações comunitárias que apoiaram mais de 70 projetos no México. Por causa de seu sucesso na região, a COMUNALIA e a Corporativa de Fundaciones Comunitarias mudaram a maneira como as pessoas encaram a filantropia. Em vez de perguntar “posso ter...”, a cultura mudou para perguntar “o que posso dar ou como posso participar”.

Sustentabilidade, comunidades marginalizadas e confiança

Os participantes do painel do CADF estavam ansiosos para explorar a sustentabilidade dos modelos de fundação, como integrar comunidades marginalizadas como mulheres e jovens e como melhorar a confiança entre os interessados.

A sustentabilidade só pode ter sucesso após o estabelecimento de uma base sólida entre o beneficiário e o doador. No caso da IAF, isso permite que a Fundação desenvolva mecanismos para empoderar as comunidades populares locais, de modo que elas possam entender e mobilizar recursos para garantir seu sucesso no longo prazo. Ademais, um fundador não pode esperar que os projetos tenham sucesso simplesmente replicando modelos; esses modelos precisam ser adaptados a cada programa/beneficiário.

Sobre o assunto da inclusão de comunidades marginalizadas, Flórez respondeu: O desenvolvimento é construído nos próprios locais. Promovemos processos participativos e encorajamos os membros a serem uma voz no processo. Este processo é especialmente importante quando se trabalha com grupos marginalizados”.

Sobre a construção da confiança, Arias disse que a chave é a comunicação aberta: “A organização funciona como uma ponte para conectar os recursos da comunidade de diáspora nos Estados Unidos às comunidades locais em El Salvador. A FUPEC mobiliza os recursos, e a confiança só pode ser construída se houver uma comunicação aberta e uma oportunidade para que as partes envolvidas vejam e entendam o processo”.

O evento anual é patrocinado pela Seattle Foundation. Cerca de 100 participantes compareceram à apresentação da IAF.

Return to full list >>