Revista Desenvolvimento de Base

Print
Press Enter to show all options, press Tab go to next option

Baixar PDF

Relatos de Sustentabilidade

“O universo é feito de histórias, não de átomos”.

Esta afirmação, tirada de um poema de Muriel Rukeyser, está inscrita em uma placa na calçada da Biblioteca Pública de Nova York e é citada em discursos que vão de sermões a palestras sobre ciências. Certamente se aplica ao universo na concepção da Fundação Interamericana. Há mais de quatro décadas a IAF tem investido nas ideias e trabalho das organizações dos pobres e estas têm reciprocado com uma profusão de relatos que valiam o desenvolvimento de base e animam as páginas desta revista. Essas histórias devem ser contadas para que as realizações de pessoas reais que vencem as dificuldades sejam divulgadas como prova de que é possível.

Nos últimos anos a IAF tem recebido por e-mail relatos encapsulados de organizações financiadas nos inícios das décadas de 1970 e 1980 que saíram de cena — algo compreensível talvez, dada a existência de mais de 5.000 ex-donatários parceiros em todo o hemisfério. O relato de Martin Scurrah estava entre as mensagens extraordinárias que inspiraram este número de Desenvolvimento de Base e o relato dele aqui tem antecedentes. Há quase 30 anos esta revista incluiu um artigo de Scurrah e outros sobre um conjunto de empresas comunitárias de laticínios financiadas pela IAF nos Andes do Peru. O artigo terminou com uma “nota de precaução” sobre o perigo do Sendero Luminoso, de fato prevendo a devastação causada pela insurgência maoísta. Fim da história, ou pelo menos assim parecia. Mas há pouco Scurrah sem querer descobriu um retorno notável. Embora a instituição donatária tenha fugido e a infraestrutura desaparecido, a ideia ficou enraizada em uma comunidade cujos residentes nunca se esqueceram de que outrora tinha funcionado bem. A narrativa de 2015 de Scurrah e de Custodio Bojórquez conta a história de agricultores determinados que tinham abraçado o método bem-sucedido e ensinaram o conceito e as lições a seus filhos.

 

Relatos como este nos transmitem perspectivas sobre sustentabilidade, palavra que precisa urgentemente de definição. Exatamente o que significa? Eu diria que uma conotação é a continuidade. Os artigos aqui expressam a noção de desenvolvimento sustentável examinando precisamente o que continua quando as circunstâncias mudam. Como as pessoas trabalham em conjunto para enfrentar novos desafios ou explorar novas oportunidades? Uma comunidade colombiana prospera embora a tradição especial de tecelagem que a tinha conduzido em épocas difíceis seja menos praticada e o museu que a apoiava tenha fechado. A subsistência permanece se os pescadores protegerem os ecossistemas para que o mar produza os benefícios no futuro. Os agricultores ganham independência recuperando sementes de seu patrimônio. E, como sabe muito bem a IAF, programas governamentais imaginativos perduram quando funcionários públicos dedicados creem na missão, envidam um esforço especial, adotam um enfoque inovador e ajudam as pessoas a aprender.

 

Às vezes os relatos são deixados de lado como atípicos, sem rigor ou são suscetíveis a tendenciosidades. Simplesmente não “servem”. Mas o poder dos relatos para ilustrar verdades complexas é inegável. Os aqui apresentados são tirados da coleção de experiência de campo da IAF e testemunham a engenhosidade, resiliência e compromisso encontrado nas comunidades em toda a América Latina e o Caribe. Esperamos trazer muitos outros.

Robert N. Kaplan

Presidente e Diretor Executivo
Fundação Interamericana